Imprimir Fechar
Selo de Transparência
Notícias
13/07/2017

Prefeito participa de debate sobre desafios da cadeia do leite

Evento realizado na Univates, em Lajeado, reuniu lideranças estaduais e regionais
Crédito: Paulo Ricardo Schneider
O prefeito Rafael Mallmann, presidente da Associação dos Municípios do Vale do Taquari, participou na manhã desta quinta-feira (13.07) de debate promovido pelo Jornal A Hora sobre os rumos e desafios da cadeia leiteira no Vale do Taquari. O evento foi realizado na Univates, em Lajeado, e reuniu lideranças de diversos segmentos ligados ao setor.  Os participantes cobraram providências dos governos, citando que a insegurança tem feito com que muitos produtores deixem a atividade. Mallmann citou a necessidade de reforçar a cadeia do leite e barrar a importação de leite em pó, que tem provocado a queda no preço pago aos produtores locais. Também destacou o importante papel das cooperativas neste processo.
Vários problemas foram citados pelos painelistas, como o alto custo de produção no país e, especificamente no caso do Rio Grande do Sul, o fato de empresas multinacionais receberem incentivos para se instalar no Estado, prejudicando as organizações locais. A ausência de uma política do leite foi citada pelo presidente da Cooperativa Languiru. Dirceu Bayer disse também que falta uma liderança forte neste segmento, que no seu entender deve ser a Secretaria Estadual da Agricultura. A importação de leite em pó também foi citada, com pedidos de que sejam impostos limites, principalmente em relação ao que é comprado do Uruguai.
Já o deputado Edson Brum defendeu uma política de Estado para o leite, e não de governo. Talvez um erro do Fundopem, segundo ele, é conceder incentivos para empresas que acabam desestruturando a cadeia.
O secretário da Agricultura Ernani Polo afirmou que o governo tem procurado trabalhar de forma integrada com os setores ligados à produção de leite. “A harmonização dos agentes da cadeira do leite é fundamental. Deve haver esta sintonia para avançarmos”, ponderou. Polo citou mecanismos que estão sendo trabalhados para que haja avanços, como a Lei do Leite - que ainda está recebendo ajustes - e a tributação do leite UHT, como forma de proteção ao setor. Informou que está sendo buscado um realinhamento com o Instituto Gaúcho do Leite, onde participará de reunião para discutir o tema e novos mecanismos e ações que podem ser feitos para evitar mais prejuízos ao setor. 
Além do presidente da Amvat, participaram como debatedores o secretário estadual da Agricultura, Ernani Polo; o deputado estadual Edson Brum; o presidente do Sindilat, Alexandre Guerra; o diretor da Fetag Pedrinho Signor; a presidente do Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari (Codevat), Cíntia Agostini; o reitor da Univates, Ney Lazzari, diretor-superintendente da Cosuel, Carlos Alberto Freitas, e o presidente da Cooperativa Languiru, Dirceu Bayer. 
Fotos: Paulo Ricardo Schneider
licitações
Selecione abaixo uma das modalidades para realizar o filtro das licitações do município de Estrela.